sexta-feira, 4 de novembro de 2011

(...) tive insônia e excesso de sono,

falta de apetite e apetite em excesso, 
vaguei pelas madrugadas, escrevi poemas (juro). 
Agora está passando: 
um band-aid no coração, um sorriso nos lábios –
e tudo bem. Ou: que se há de fazer. 
(Caio Fernando Abreu) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário