terça-feira, 25 de outubro de 2011

Esses dias me perguntaram se o pra sempre realmente existe. Respondi que sim... O amor quando é amor, ele é pra sempre.. E não há quem prove o contrario.. Respondo que sim quando me perguntam se já amei alguém... Mas sempre digo que não esqueci, porque eu ainda a amo, e não há como falar da minha vida sem menciona-la.
Ela está em mim, em cada detalhe meu, a cada mudança minha. É nela que eu penso todas as vezes que eu estou mal. É ela que eu sinto falta... Eu ainda a amo, talvez não dá mesma forma que antes... Não com a mesma intensidade.. Como todo e qualquer amor não correspondido seu coração se despedaça e muito e essas coisas doem!
Mas não há dores.. Não há decepções.. Não há nada que destrua completamente um verdadeiro amor.. Depois de tudo eu ainda faria qualquer coisa por ela! Eu amo poucos, conto na palma da mão! Mas daria a vida por cada um deles.. E meu primeiro amor... Vai ser sempre o meu primeiro amor!

(Junyor Owen)
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário