sábado, 9 de julho de 2011


"Talvez isso mude. Talvez você entre na minha vida sem tocar a campainha e me sequestre de uma vez. Talvez você pule esses três ou quatro muros que nos separam e segure a minha mão assim, ofegante, pra nunca mais soltar."
(Caio Fernando Abreu)

Nenhum comentário:

Postar um comentário