quarta-feira, 18 de maio de 2011

Quando me dou conta que aqui, sozinha estou, que é assim que vou seguir, temo um pouco. Mais encho meu peito, levanto minha cabeça, e procuro esquecer os pensamentos que jorram como lagrimas. Às vezes até acho que os meus problemas não são nada diante dos problemas do mundo. Mas no meu mundo, os meus problemas doem mais que tudo. Acho que as minhas dores são as menores, só que são elas que me fazem chorar sozinha. E a minha solidão pode coisa da minha cabeça, e pode até nem ser solidão de verdade, só que é com medo da mesma que eu finjo ser quem não sou pra poder ter o que nunca conseguiria se eu fosse simplesmente eu.

(Elline Fortaleza)



Até bem pouco tempo atrás poderíamos mudar o mundo.
Quem roubou nossa coragem?
Tudo é dor.
E toda dor, vem do desejo de não sentir-mos dor.
(Renato Russo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário