segunda-feira, 23 de maio de 2011

Infância


Hoje me recordei com certa dor no peito dos tempos em que eu sorria com uma facilidade enorme. Me recordei nas brincadeiras, das vezes que eu chorei quando cair, das coisas mais idiotas que disse, das obrigações que eu não tinha, das brincadeiras que inventava, do quanto ser feliz não custava tão caro. As recordações do tempo em que eu jogava bola do meio da rua tomaram conta de mim.

Naquele tempo, o que mais importava , era pular corda mais rápido que todas aquelas meninas. O que mais importava, era ganhar do meu irmão numa partida de video-game, e conseguir passar de fase do Super Mário, era muito mais valioso me lambuzar todinha de picolé do que qualquer outra coisa ! 
Eu era feliz e nem sabia !  

Nenhum comentário:

Postar um comentário