sexta-feira, 13 de maio de 2011

Hoje me perguntaram qual o sentido do amor. Talvez seja em achar o que procura de um jeito assustador, talvez seja em procurar o sentido que possivelmente não existe, ou ainda não achar sentido algum e involuntariamente não se preocupar com isso... Alguém disse um dia que é preciso amar depois de ter amado. Pode ser, ou melhor, é exatamente isso! Mas na verdade o que é o amor? São tantos enigmas, que dá até um certo medo de saber as respostas, e o que fazer quando não se sabe o que é amor e o seu verdadeiro sentido? Amar... Só amar, e mais amar. De um jeito divino conseguimos amar sem razão, sem porque e sem achar o sentido. Acho que o sentido está nas entrelinhas do amor, algo que só os corações mais puros conseguem enxergar, e deve ser por isso que não conseguimos decifrar facilmente. Mas pensando bem, acho que acabei de descobrir o que tem de tão intenso, estava o tempo todo subentendido, porém, agora eu já sei o que responder de um jeito indefectível quando alguém me perguntar qual o verdadeiro sentido do amor... Direi que é Deus. 

Jéssica Rodrigues.

2 comentários:

  1. muito bom o seu blog viu eline!!! ta de parabens e obrigado também por ter divulgado o texto lindo que minha princesa fez.

    felicidades e sucesso.

    ResponderExcluir