sexta-feira, 15 de abril de 2011

Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro.

Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.

Ela acreditava em anjo e, porque acreditava, eles existiam.

Liberdade é pouco. O que eu desejo ainda não tem nome.

(Clarice Lispector)

Nenhum comentário:

Postar um comentário