sábado, 16 de abril de 2011

Hellen

Era uma espécie de conto de fadas. Com direito  a declarações de amor, e flores em datas comemorativas. Entre eles além de um grande amor, existia a distância. A distância cansa.
 Foi isso que eu descobrir, pois amor eu tenho certeza que existia ali. Recordo-me de um dia “encantado”, diga-se de passagem. O dia das flores, e das surpresas. Ele apareceu na porta da sua sala, com um buquê a postos, e ela partiu em desatino com o coração não mão. Mais quem não ficaria com o coração na Mao diante de tal situação. Até eu fiquei!
Mais era tudo lindo demais. Forte demais. Sincero demais. E eu não acredito em conto de fadas. E não dá para acreditar mesmo. Talvez a vida tenha separado aquele amor, talvez o amor ainda exista. Mais um dia, um mensagem, que não deveria ter sido enviada, acabou sendo. Não teve volta. Ela enviou um: ACABOU! ; talvez com outras palavras, mais foi assim que ele entendeu. Aparentemente para ele não fez tanta diferença. Eu acreditava que ela iria sofrer mais, chorar mais, e se destruir por mais tempo. Mais até parece que ela era forte e segura.
Certamente, sua reação, com o fim de uma relação intensa foi um surpresa pra mim. Ela chorou por instantes apenas. Pois ela só derrama lagrimas verdadeiras. Eu acredito que quando ele se der conta, vai chorar pela vida inteira.
E hoje, mesmo com os tombos, de pé ela continua. É assim que devemos continuar.
Forte ela, não? – Não, apenas mais uma garota, que aprendeu com os tombos que levou, e com as desilusões da vida. Aprenda você também.

(Elline Fortaleza)

Nenhum comentário:

Postar um comentário